Dicas do Protegildo - Revista Proteção, Saúde e Segurança do Trabalho
Cuidados com Calor Excessivo

Cuidados com Calor Excessivo

Trabalhadores expostos a altas temperaturas no seu ambiente laboral correm o risco de desenvolver alguns problemas de saúde, como insolação, exaustão, cãibras e erupções de pele. Previna-se!

Cuidados para os empregadores

  • Procurar agendar os trabalhos de manutenção e reparos em locais quentes para os meses mais frios do ano;
  • Marcar os trabalhos com exposição e geração de calor para os períodos mais frescos do dia;
  • Aclimatar os trabalhadores aumentando progressivamente os tempos de exposição. Observar os períodos desta aclimatação;
  • Reduzir ao máximo a necessidade de esforço físico dos trabalhadores;
  • Contratar um número maior de trabalhadores para o exercício das tarefas, principalmente quando demandarem esforço físico – tipo braçal, propiciando assim que estes usufruam de período de descanso, e se possível em local de temperatura amena;
  • Fornecer água fresca ou outros líquidos aos trabalhadores. Bebidas com grande quantidade de cafeína ou açúcar devem ser evitadas;
  • Conceder períodos de descanso, se possível em ambiente de temperatura amena e intervalos para tomar água;
  • Disponibilizar áreas climatizadas para serem utilizadas nos intervalos;
  • Monitorar os trabalhadores que demonstrarem mal-estar devido ao calor;
  • Proporcionar formação sobre os distúrbios causados pelo calor que inclua informações sobre: riscos do trabalhador; prevenção; sintomas; a importância de monitorar a si mesmo e os colegas de trabalho; tratamento e EPIs.

 

operador de máquina de gosa

Cuidados para os trabalhadores

  • Usar roupas de cores claras e confeccionadas em tecido que permita evaporação do suor, preferencialmente de algodão;
  • Deixar para fazer os trabalhos com maior exigência de esforço físico nas horas mais frescas do dia;
  • Fazer um número maior de intervalos em caso de ambiente de trabalho muito quente e/ou úmido, preferindo lugares arejados;
  • Beber uma quantidade considerável de água durante a jornada laboral, de modo a nunca ficar com sede. Aproximadamente um copo a cada 20 minutos;
  • Evitar bebidas alcoólicas e qualquer outra, que tenha grande concentração de cafeína e açúcar;
  • Saber que vestimentas e Equipamentos de Proteção Individual podem aumentar os riscos de mal estar;
  • Monitorar a própria condição física e a de seus colegas de trabalho.
Fonte: Revista Proteção, Dicas do Protegildo.

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

E-Book Grátis

Acessar o E-Book Grátis

Sobre André Chaves


Engenheiro Ambiental com pós graduação em Engenharia de Segurança pela Universidade Fumec, presto consultoria na área de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional. Acredito na aplicação da SST nas empresas de forma a oferecer o máximo de segurança aos trabalhadores, sem que isto onere demasiadamente os empregadores.