Projeto 100% Seguro - SESI, Saúde e Segurança do Trabalho
Projeto 100% Seguro – Proteção coletiva contra quedas

Projeto 100% Seguro – Proteção coletiva contra quedas

Veremos os sistemas de proteção coletiva contra quedas de pessoas e materiais, dicas para manter o perigo bem longe do canteiro de obras e como atenção custa pouco mas rende muito.

Em uma construção os acidentes mais graves acontecem de alturas elevadas e para mudar o rumo dessa história, o sistema de segurança coletiva entra em cena.

Sistema de Proteção Coletiva

Guarda – corpo: Para ele funcionar corretamente, fique atento: o guarda – corpo tem que ter duas barras de proteção, rodapé e tela de segurança e a estrutura precisa estar bem presa à superfície.

Poços de elevador e escadas também não dispensam proteção coletiva e o centro da estrutura deve ser firme e forte para aguentar todo o peso. O esforço concentrado é 150KGF/M linear.

guarda-corpo

Dicas de Segurança

Para evitar sustos fechar as aberturas do piso com assoalho ou sistema guarda-corpo e rodapé. Se as aberturas forem necessárias para transportar material e equipamento proteja o local com guarda-corpo fixo e sistema de fechamento tipo cancela.

Atenção

Nas construções com mais de quatro pavimentos não dá para abrir mão da plataforma principal de proteção. Ela deve ser instalada ao redor da primeira laje ou no mínimo a um pé direito  acima do nível do terreno.

Mais uma dica. Comece a instalação a partir da concretagem e quando o revestimento do prédio estiver concluído, retire tudo. Se os pavimentos mais altos forem mais estreitos do que os outros, a plataforma principal fica instalada na primeira laje recuada. Não se esqueça de instalar a tela na extremidade de cada plataforma.

Anote as medidas

Plataforma Principal:

medidas de segurança

A cada três lajes, renove a segurança com plataformas secundárias. Preste atenção nesses números.

plataforma secundaria

O edifício tem pavimentos no subsolo? Instale, a partir da superfície, plataformas terciárias em direção ao chão. Verifique os tamanhos.

plataforma terciaria

E o cuidado não para por aí. Proteja o que está em volta da obra com tela. Ela deve ser fixada de plataforma a plataforma.

As plataformas secundárias e terciárias só podem ser retiradas quando a vedação da periferia estiver pronta até a plataforma de cima. E a principal só pode ser retirada quando o revestimento externo do prédio acima dela, estiver concluído.

O sistema de proteção coletiva deve ser feito de material resistente. Carga desnecessária não pode ficar visível pelos cantos. Evite sobrecarga. Isso prejudica a estabilidade da estrutura e não fique andando embaixo das plataformas, pois é muito perigoso.

Na hora da montagem e desmontagem todo cuidado é pouco para não cair. Obedeça a sinalização de segurança, porque ela pode salvar a sua vida.  Se for desmontar a proteção, quando acabar, deixe tudo como encontrou e não retire as peças para usar em outro serviço, pois elas são fundamentais para a estrutura ficar de pé. Não deixe ferramentas e equipamentos espalhados pela obra.

O trabalho limpo e organizado é sinônimo de proteção e segurança.  Hoje você aprendeu que o sistema de proteção coletiva está em todos os cantos. Na hora de se proteger pense em você e em quem está ao seu lado. Siga as dicas e evite sustos.

Seguindo o passo a passo todo mundo fica protegido.

E você, já conhecia o Projeto 100% Seguro? Deixe um comentário!

Fonte: Projeto 100% Seguro - SESI -  Proteção coletiva contra quedas.

Facebook Comments

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

E-Book Grátis

Acessar o E-Book Grátis

Sobre André Chaves


Engenheiro Ambiental com pós graduação em Engenharia de Segurança pela Universidade Fumec, presto consultoria na área de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional. Acredito na aplicação da SST nas empresas de forma a oferecer o máximo de segurança aos trabalhadores, sem que isto onere demasiadamente os empregadores.