Segurança nos Trabalhos em Linha Viva: Acesse as dicas AGORA!

Segurança nos Trabalhos em Linha Viva

Publicada em 08 de dezembro de 2004, a NR 10 (Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade) fixa as condições mínimas para o trabalho em instalações elétricas em todas as suas etapas, seja projeto, execução, operação, manutenção, reforma, ampliação e a segurança de usuários e terceiros.

Para garantir a segurança dos profissionais envolvidos em atividades em linha viva de redes de distribuição, devem-se observar diversos aspectos dispostos a seguir.

  • O item de segurança mais importante no trabalho em linha viva é a qualificação ou capacitação, o treinamento e a conscientização do trabalhador autorizado para a execução da intervenção elétrica nessa condição.
  • Linha viva é uma condição de trabalho que não aceita desconhecimento, desatenção ou irresponsabilidade.
  • Todos os profissionais envolvidos em atividades com eletricidade, além dos treinamentos operacionais específicos (metodologias), devem receber os treinamentos previstos na NR-10.
  • Também é indispensável a existência de procedimento de trabalho específico à atividade e a realização do trabalho acompanhado e supervisionado permanentemente.

Equipamentos de Proteção individual (EPI)

  • Capacete de segurança com isolamento para eletricidade;
  • Botina com solado para isolação elétrica;
  • Óculos de segurança cor cinza ou verde, tonalidades 3.0 para proteção contra raios ultravioletas;
  • Roupas com características resistentes ao fogo e resistentes à energia proveniente de arco elétrico;
  • Luvas de borracha isolantes BT e AT;
  • Luvas de pelica para proteção das luvas de borracha;
  • Luvas de raspa para trabalhos rústicos;
  • Cinturão de segurança com talabarte para trabalhos em grandes alturas.

Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC)

  • Vara de manobra isolada;
  • Detector de ausência de tensão para verificar a desenergização da rede;
  • Cones e bandeirolas de sinalização;
  • Escadas com isolamento próprias para trabalho com eletricidade;
  • Na distribuição, caçambas isoladas.

Considerações do Autor

Os trabalhos em linha viva são aqueles realizados em um ambiente onde há circulação ou acúmulo de energia elétrica. 

Antigamente, muitos eletricistas se acidentavam gravemente e morriam em serviço nos trabalhos em linha viva, em decorrência da falta de segurança.

Pouco se sabia a respeito dos riscos de se trabalhar com eletricidade, pois os trabalhadores estavam diante de um novo risco. 

Como mencionado anteriormente, linha viva é uma condição de trabalho que não aceita desconhecimento, desatenção ou irresponsabilidade.

Existem três métodos da atividade em Linha Viva:

  1. Método de Contato
  2. Método à Distância
  3. Método ao Potencial

O método do contato é utilizado em atividades e operações de baixa tensão. O trabalhador exerce suas tarefas em contato direto com a parte energizada. 

No método à distância, como o próprio nome destaca, os trabalhadores ficam distantes da parte energizada. As atividades são exercidas com auxílio de bastões isolados de fixação e elevação.

No método ao potencial o trabalhador fica em contato direto com a tensão da rede, devendo utilizar equipamentos de segurança que possam garantir o mesmo potencial elétrico no corpo inteiro do trabalhador eletricista.

Isso é feito através da adoção de um conjunto de vestimentas condutivas (luvas, botas, roupas, capuz), ligadas por meio de um cabo e cinto à rede objeto da atividade.

É importante registrar que o trabalhador deve observar diversos cuidados ao trabalhar em linha viva, além da utilização de EPIs e EPCs, como por exemplo:

  • Garantia e promoção da comunicação entre todos os trabalhadores e equipes envolvidas no trabalho;
  • Atenção às mudanças climáticas antes e durante a realização das atividades;
  • Qualificação para o trabalho;
  • Preocupação com as condições físicas e emocionais para a realização do trabalho;
  • Preocupação em planejar detalhadamente as atividades;
  • Trabalhadores e equipes devem estar devidamente informados sobre a atividade, riscos e medidas de prevenção e segurança;
  • Colegas de trabalho devem constantemente fiscalizar um ao outro;
  • Verificação da funcionalidade e integralidade dos equipamentos utilizados.


E você? Deixe nos comentários aquilo que acha mais importante em relação aos trabalhos em linha viva!


Fonte: Revista Proteção, Dicas do Protegildo

Compartilhe