Proteção Respiratória - Dicas e Recomendações Área SST

Proteção Respiratória – Dicas e Recomendações do Uso Correto

Dicas e Recomendações para Utilizar Corretamente o Equipamento de Proteção Respiratória

Poderá ser indispensável para quem atua em ambientes agressivos à saúde, aliado a outras medidas de controle já existentes. O Equipamento de Proteção Respiratória tem a finalidade de dar proteção contra a inalação de contaminantes nocivos no ar e em ambientes com deficiência de oxigênio.

Além disso, quando utilizado corretamente, previne as doenças ocupacionais provocadas pela inalação desses contaminantes (poeiras, fumos, névoas, fumaças, gases e vapores).

Quanto utilizá-lo, fique atento para:

Treinamento

Cada usuário de respirador deve receber treinamento (e reciclagem), incluindo explanação e discussão sobre:

  • Risco respiratório e efeito sobre o organismo humano se o respirador não for usado de modo correto;
  • Razões que levaram à seleção de um tipo específico de respirador;
  • Funcionamento, características e limitações do respirador selecionado;
  • Modo de colocar o respirador, verificando se ele está ajustado corretamente no rosto;
  • Cuidados de manutenção, inspeção e guarda quando não estiver em uso;
  • Reconhecimento de situações de emergência e como enfrentá-las;
  • Exigências legais sobre o uso de respiradores para certas substâncias.

Cuidados com a Vedação

  • Não devem ser usados gorros ou bonés com abas que interfiram na vedação dos respiradores do tipo com vedação facial;
  • Os tirantes dos respiradores com vedação facial não devem ser colocados ou apoiados sobre hastes de óculos, capacetes e protetores auditivos cirum-auriculares;
  • O uso de outros equipamentos de proteção individual, como capacetes ou máscara de soldador, não deve interferir na vedação da peça facial.

Respirador Facial Inteira

Manutenção do Equipamento

  • Somente pessoas treinadas na manutenção e montagem de respirador devem fazer as substituições indicadas para o equipamento.
[Tweet “Nada de gambiarras: não é qualquer um que pode dar manutenção e montar respiradores!”]

Limpeza e Higienização

  • O respirador usado por uma só pessoa deve ser limpo e higienizado regularmente. Os usado por mais de uma pessoa devem estar limpos e higienizados após cada uso. Os respiradores utilizados nos ensaios de vedação devem ser limpos e desinfetados após cada ensaio.

Cuidados Com os Filtros

  • Obedecer o prazo de validade;
  • Anotar a data do início da utilização a fim de estabelecer um dos parâmetros para conhecer qual será a vida útil do mesmo;
  • Armazenar em áreas livres de contaminantes no ar, como vapores e gases, pois esses ambientes diminuem sua vida útil;
  • Observar a colocação correta dos filtros.

Opinião do autor:

A utilização de proteção respiratória, além de indispensável nos casos em que há a presença dos riscos mencionados, requer treinamento e conscientização dos trabalhadores que irão utilizar estas proteções. Cada equipamento tem sua maneira correta de utilizar, e por vezes diversos detalhes passam desapercebidos – por exemplo, barba ou bigode podem afetar a vedação correta dos equipamentos.

Igualmente, adornos como pierceings ou brincos podem interferir em alguns casos. Daí, a importância de sempre realizar o teste de vedação, de forma correta. Quando há a possibilidade de pêlos faciais interferirem com a eficácia do equipamento de proteção, eles deverão ser removidos.

Quanto aos cuidados com os filtros, importante ressaltar que a validade dos mesmos dependerá diretamente do grau de concentração do contaminante no ambiente de trabalho, bem como do tempo de uso daquele equipamento de proteção respiratória.

Concentrações altas de gases, fumos e poeiras, podem e irão rapidamente saturar os filtros, tornando o EPI ineficaz. Daí ainda, a importância em sempre trabalhar na eliminação do agente de risco / contaminante, ou na redução de sua concentração no ambiente.

E você, lida com equipamentos de proteção respiratória na sua empresa? Compartilhe sua opinião e suas experiências, deixe um comentário!

Fonte: Revista proteção, Dicas do Protegildo.
Compartilhe

Comments are closed